quarta-feira, 6 de junho de 2012

Momento Poético - Soldado de papel

Corri, temendo que a chuva molhasse meus anseios
e que dissolvesse minhas emoções de papel

Fugi, como vai o vento
e jamais voltará da mesma maneira

Caí, como as flores que pendem da árvore
antes de abrir
antes de amar


Feito em parceria com Raiany Pires

Ocorreu um erro neste gadget
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Powerade Coupons